Atualidades

O Estudo da Atorvastatina – Universidade de Chicago

 

POR QUE ISSO É IMPORTANTE?

As estatinas são uma classe de medicamentos comumente usados para tratar excesso de colesterol sanguíneo e é também usada na prevenção de derrame e ataque cardíaco. As estatinas têm efeitos abrangentes no corpo e são conhecidas por alterar muitos sistemas de sinalização química diferentes. Nos últimos anos, pesquisadores de cavernomas cerebrais demonstraram que a ação inibidora da enzima Rhoa quinase (ROCK) das estatinas pode ter um efeito terapêutico potencial em pacientes humanos com a doença. Em camundongos, o tratamento com estatina é capaz de reduzir o tamanho, o número e o sangramento das lesões. Esses achados levaram ao primeiro ensaio clínico de drogas para cavernoma com hemorragia sintomática

O objetivo do estudo ATOR-CASH EPOC é avaliar a eficácia de um medicamento já aprovado para uso em humanos no tratamento de altas taxas de colesterol sanguíneo, e amplamente utilizado, a atorvastatina, na estabilização dos cavernomas cerebrais que causaram sangramento sintomático e nos quais foi decidido não retirá-los cirurgicamente. Também usada na prevenção de derrame e ataque cardíaco. 

POR QUE MEU MÉDICO NÃO DEVE ME PRESCREVER ESSE MEDICAMENTO POR ENQUANTO?

Na verdade, não está claro se as estatinas em geral, e a atorvastatina na dose prescrita, são seguras no cenário de cavernoma cerebral. É possível que as estatinas não previnam o sangramento em angiomas cavernosos em humanos como fizeram em camundongos. É até possível que o medicamento piore o sangramento ou cause outras complicações na doença. Um ensaio ou estudo clínico é a única maneira de saber com certeza se o medicamento pode ser útil e evitar que um medicamento seja amplamente utilizado sem benefícios ou mesmo com um risco adicional. Se o medicamento for benéfico, é importante também aprender a dosagem ideal que fornece um tratamento eficaz sem adicionar efeitos colaterais desnecessários.

Esse estudo foi elaborado para responder à questão se a atorvastatina diminui (ou piora) o sangramento em um angioma cavernoso após um sangramento sintomático recente.

QUEM SÃO OS CANDIDATOS?

(A PESQUISA É FEITA ATUALMENTE SOMENTE NOS EUA)

O paciente é um candidato à pré-triagem se:

1. Tem entre 18 e 80 anos de idade, com cavernoma familiar ou esporádico.

2. Não tem nenhuma deficiência grave, depende de outras pessoas para a maioria das atividades.

3. Teve hemorragia de angioma cavernoso com novos sintomas no último ano e novo sangramento associado na ressonância magnética.

4. Não fez terapia com estatinas nos últimos 12 meses por qualquer motivo.

5. Foi avaliado para cirurgia, mas optou por não fazer a cirurgia para ressecar a lesão que sangrou.

6. Tem um médico de atenção primária e seguro médico.

O QUE ESTÁ ENVOLVIDO ?

Os participantes do estudo serão aleatoriamente designados para receber atorvastatina, em uma dose comumente usada para prevenção de AVC, ou placebo. O paciente, seus médicos e os pesquisadores não saberão se está ou não recebendo medicamentos. Esta é a prática padrão em ensaios clínicos para testar remédios novos ou vacinas.

Este estudo está sendo realizado apenas na Universidade de Chicago, mas há uma bolsa de viagem para ajudar os participantes de outros Estados americanos com os custos de participação no estudo.

Os pacientes farão três visitas à Universidade de Chicago ao longo de 24 meses. Em todas as visitas, você fará uma ressonância magnética que inclui um componente de pesquisa que examina vazamento e sangramento do angioma cavernoso. Durante as visitas relacionadas ao estudo, o paciente também será submetido a uma avaliação detalhada pela equipe de especialistas em medicina da Universidade de Chicago. Os detalhes dos requisitos do estudo estão disponíveis no site do estudo em clinictrials.gov e no folheto do estudo de Atorvastatina .

 Selva Souza
Presidente Fundadora da Aliança Cavernoma Brasil
www.cavernoma.org.br

Cavernoma